Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘fairy tale’

Faça seu pedido…

No sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar é comemorado o Festival das Estrelas no Japão, o Festival Tanabata. O festival provém de um belo e triste conto tradicional japonês que encontrei no blog Lost in Japan. Segue a versão do conto encontrada no site:

Pobre princesa Orihime (織姫, orí rimê, estrela Vega), a Princesa Tecelã. 
Recebeu de seu pai Tenkou (天工 – tenkô), o Senhor Celestial, a missão de tecer um enorme e belíssimo manto de estrelas, que ganharia o nome de Via Láctea.

Dias eternos a tecer estrelas… 

Certo dia, cansada do tear, Orihime foi caminhar entre as nuvens.
Encontrou no caminho um belo pastor, Hikoboshi (彦星, ricô bôshi – a estrela Altair), o responsável por cuidar dos animais celestiais.

Se apaixonaram.
Namoro escondido, por temor a Tenkou (quando se irava lançava tempestades e raios).

Amor que se agigantou, ficou maior que o universo.
Pediram então permissão ao Deus Tenkou, para poderem se casar.

Tenkou, apesar de não gostar da idéia, viu que não havia jeito – o casal estava perdido de amor.

Só que, dominados e embalados por este amor sem fim, ambos descuidaram-se de suas obrigações, de seus afazeres.

A vida era só para o amor, Orihime já não mais tecia o céu, Hikoboshi já não cuidava mais dos animais celestiais. 
Esqueceram-se da Terra, das pessoas que viviam abaixo do Reino dos Céus.

Tenkou (天工), indignado e profundamente decepcionado com a falta de responsabilidade do casal apaixonado, decidiu que ambos viveriam separados, para que cumprissem com suas obrigações antes de pensarem apenas no amor.
Deveriam viver bem longe, cada um em um lado da Via Láctea.

Orihime e Hikoboshi, separados, um sofrimento sem fim. 
As lágrimas de Orihime caiam sem parar, formando estrelas brilhantes no céu.

Tenkou condoeu-se ao ver a grande tristeza do casal apaixonado.

Abrandou um pouco a penitência, permitiria que o casal se reencontrasse. 
Porém, apenas uma vez por ano – no sétimo dia do sétimo mês. 
E uma condição foi imposta: Orihime e Hikoboshi teriam que atender os pedidos vindos dos habitantes da Terra, feitos no dia do reencontro.

No céu, Orihime e Hikoboshi são representados por duas estrelas que podem ser vistas no céu todos os anos juntas, porém apenas no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar. São elas Altair (Hikoboshi), a mais brilhante estrela da imagem abaixo à esquerda, e Vega (Orihime), a mais brilhante localizada à direita na foto que foi tirada no Monte Fuji (Japão).

Image

Fonte: Stellar Scenes

Os pedidos são anotados em uma tirinha de papel e pendurados em pés de bambu.Image

Fonte: Jangadeiro Online

O meu pedido para Orihime e Hikoboshi? Que eu possa ver o meu amor mais que uma vez ao ano, que façamos um ao outro feliz e que em breve não precisemos mais sofrer por não ter o outro sempre ao lado… ^^

A você, Wilder Corrêa.

Anúncios

Read Full Post »

É surpreendente a forma como os livros influenciam o meu humor. Como posso estar em um mar de felicidade e de repente me sentir triste porque um casal foi desfeito, irritada porque algum personagem foi injustiçado, observadora porque o protagonista da estória precisa manter-se em alerta para todos os perigos que podem surgir, ou ainda mais apaixonada e romântica porque meu personagem preferido recebeu uma declaração de amor.

‎”Contos de fadas são a pura verdade: não porque nos contam que os dragões existem, mas porque nos contam que eles podem ser vencidos.”

-G.K. ChestertonImage

De repente me vejo como um deles, como parte dos seus mundos. Uma bruxa, uma guerreira, uma vampira, uma sobrevivente, uma princesa, uma triste garotinha em busca de dias melhores, alguém sob os cuidados de quem se ama. E aí entra você, se tornando de repente meu príncipe encantado, meu herói, aquele que vai guerrear ao meu lado, me fazer feliz, a quem eu farei feliz, meu companheiro de aventuras em cada mundo dos meus fantásticos livros. Em cada um dos mundos que agora não pertencem mais aos Potters, Dents, Thorns, Everdeens, Langdons, Foggs, ou a qualquer outro personagem… Pertence somente a você e eu.

Read Full Post »