Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘retrô’

Retrô 2012

Minha primeira retrospectiva foi no início deste ano a respeito do ano passado. Resolvi repetir a experiência para este ano porque vi o quanto aquela retrospectiva me fez bem. Escrever sobre o meu ano me ajudou a fazer um balanço dele, a ver o lado bom de algumas coisas e enxergá-las de forma “Ah, não foi tão ruim assim. Afinal, sobrevivi.”, me fez parar para pensar e avaliar as situações que enfrentei depois de a euforia que as acompanhou ter passado.

E lá vamos nós...

  • Relacionamentos

Foi um ano tanto difícil, quanto surpreendente no campo das amizades. Uma das pessoas que mais marcaram meu 2011 mudou completamente em 2012 devido a influências de pessoas com quem passou a conviver mais. Isso me chateou muito, pois era alguém que eu julgava muito parecida comigo em diversos aspectos. Essa mudança de personalidade me levou a pensar se nós éramos mesmo parecidas ou se ela simplesmente molda a própria personalidade a cada amigo de quem se aproxima. Também cheguei a pensar que era coisa da minha cabeça, porém não fui a única a notar a disparidade entre os comportamentos dela. Tentei conversar, abrir seus olhos, conversar para poder compreender, porém sem sucesso. Por fim, decidi me afastar aos poucos, guardar as boas lembranças, tenham sido naturais ou não, antes que algum sentimento de fato ruim maculassem-nas.

Alguém marcante no ano foi Carol do blog Sonhos Descritos. Uma menina encantadora que eu conheci este ano por simplesmente ter dado atenção a um daqueles recados de “Por favor, visite o meu blog!” que te mandam no Skoob. Será que ela saiu de um dos meus livros preferidos? Além de adorar o blog dela, tive a oportunidade de conhecê-la mais um pouquinho através de emails, cartas, facebook e até mesmo fazer uma troca de livros temporária.

Fiquei bem mais próxima da minha parceira, Ana Carolina. Nos encontramos mais vezes, e isso me fez bem feliz. Me mostrou que às vezes cometemos erros bobos que podem levar a grandes perdas, mas agradeço a Deus e a ela por termos uma segunda chance ainda melhor que a primeira para a nossa amizade.

Conheci Bruna no japonês e descobri que tinha uma quase gêmea minha andando por aí. Nossos gostos e opiniões são assustadoramente parecidos na maioria das vezes. Adorei conhecê-la! Já vi este filme antes, espero que não tenha o mesmo final.

Wilder esteve ao meu lado o ano inteiro, é claro. Acredito que este ano foi mais fácil que o primeiro para nós dois, o que mostra que o nosso relacionamento está de fato cada vez mais forte, não apenas na frase clichê, porém verdadeira, “Te amo cada vez mais.”. Tivemos mais alguns dias deslumbrantes juntos! E apesar do cotidiano parecido com o do encontro anterior, foram dias completamente diferentes. Dias repletos de diferentes sentimentos, olhares e sensações. Nem melhor, nem pior, mais maduros, mais sólidos.

  • Estudos/Pesquisas

Não consegui estágio em indústria e passei o ano inteiro me martirizando por isso. Temo ter que fazer concursos ou mestrado (um dos meus maiores pesadelos). Por que temos que decidir o que provavelmente faremos durante a vida inteira com 15 ou 16 anos de idade? Por que fiquei tão cega com minha paixão por física no ensino médio a ponto de esquecer o quanto eu gosto de artes? A ficha está começando a cair e vejo que não terei o emprego que gostaria e o salário que eu gostaria juntos. Além de ter que passar por muitas coisas que não quero para alcançar qualquer um dos dois. Isso tudo me assusta. Já dizia Chris Martin, “nobody said it was easy, no one ever said it would be this hard”. Aliás, The Scientist nunca fez tanto sentido quanto agora (mas isso fica pra outro post).

Wilder foi essencial nesta parte da minha vida este ano e eu devo muitos agradecimentos a ele. Tantos que acho que nunca conseguirei pagar. Em compensação, estou sendo monitora no laboratório de Química Orgânica pela segunda vez e tenho adorado a experiência.

Comecei meu querido japonês, finalmente. Não preciso dizer que estou amando! Inclusive voltei a ser meio nerd, pois não quero repetir os erros que cometi estudando inglês. Fiquei bastante satisfeita com o meu desempenho na primeira prova e não muito com a segunda, mas tudo bem, não vou ser aquela chata que faz mimimi porque não tirou 10. Jamais!

  •  Comida

Cozinhei mais este ano e me aventurei mais em receitas novas. Ok, foram apenas duas, mas amei ambas. A Gelatina em Camadas é linda de comer se diminuirmos uma colher de leite condensado e trocarmos o leite de coco por creme de leite. E a Cuca Cremosa de Chocolate é divina!

Além disso, na confraternização da turma do japonês, experimentei duas coisas que eu tinha vontade de provar há muito tempo: tempurá e karee. Amei ambos! Uma pena que não são comuns nos restaurantes japoneses daqui, a maioria só tem sushi e afins.

  • Literatura

Li muito! Tem gente que lê muito mais do que eu, mas, para minha média de 10 livros por ano, foi muito bom, visto que completei a leitura de 22 livros (sendo um deles pop-up), ainda tenho 2 ativamente em andamento e larguei outros 3. Como são muitos, não falarei de todos, porém, meus grandes achados foram Jogos Vorazes e Stardust, que entraram para a lista dos meus preferidos. Maiores decepções: O Estranho Mundo de Zofia e Gossip Girl: As Delícias da Fofoca (Ok, esse último não foi decepção, já sabia que seria ruim, porém não tanto! Pena ter sido a única coisa que eu tinha para ler enquanto esperava a reação do biodiesel acabar lá em Caetés – PE). Os demais você pode ver clicando aqui, além das minhas impressões a respeito dos livros citados.

  • Animes/Seriados/Filmes

Vi pouquíssimo anime este ano, porém amei Ano Hana, que me fez chorar muito, Ao no Exorcist (uma pena ainda não ter segunda temporada) e B Gata H Kei, que me rendeu boas risadas. Além disso, comecei a ver One Piece. 😀

Dentre os seriados, conheci One Tree Hill e gostei muito. Vi de um fôlego só. Revi alguns episódios de Grey’s Anatomy e a primeira temporada completa de Arquivo X, que eu sempre amei.

Claro que fui assistir o filme de minha queridíssima Katy e amei!

Cineminhas com Wilder, Andresa e minha Parcy também foram perfeitos! Cinema deve ser um lugar mágico onde as amizades e amores florescem. Quer ser mais amiga daquela pessoa? Vá ao cinema com ela.

  • Música

Nada de muito incrível. Deixei os hits passageiros da música estrangeira me levarem, particularmente Call me Maybe e We are Never ever Getting back Together e ouvi até cansar. Claro que Aerosmith e Katy Perry continuaram presentes no meu dia a dia. Michael nem tanto.

Além disso conheci Boyce Avenue, que faz novas versões de músicas famosas. Uma mais linda que a outra!

  • Descobertas

Descobri que gosto muito mais de fotos do que eu pensava. Participei de dois desafios fotográficos promovidos pela Revista 21 e amei a coleção de fotos que criei.

Passei a desenhar mais e melhor. E comecei a pintar também, digitalmente, a lápis e a tinta. Embora esteja desatualizado (ainda falta uma Pequena Sereia e um Luffy), você pode ver alguns dos meus desenhos aqui. No facebook há mais alguns e nessa galeria apenas os melhores.

Comecei a fazer meus marcadores de página. Se ainda não conhece, clique aqui. 😀

E, respondendo aos meus desejos de ano novo do início deste ano: Consegui passar menos tempo na internet e economizar mais, porém não tanto quanto eu gostaria. Fui mais feliz em alguns aspectos, menos em outros, mas feliz de qualquer forma. =)

Tenho muito que agradecer a Deus por ter colocado pessoas lindas na minha vida e aberto meus olhos para que eu pudesse enxergar o melhor caminho a seguir. E obviamente a essas pessoas incríveis também que tornam nossos dias mais leves e fáceis. Feliz 2013 a todos! 🙂 Que seja colorido!

Fireworks

Anúncios

Read Full Post »